Yoga por mulheres


Quem são essas personalidades femininas que auxiliaram na ocupação do Yoga


Por Brenda Reis


O nome Yoga, vem do sânscrito "yuj", que significa união e por meio desta é possível cessar o agito mental, encontrando o equilíbrio. Por meio das técnicas com os asanas (posturas), pranayama e meditação, o corpo vai repousando e se unindo.


O instrutor de yoga é aquele que passa o conhecimento para o aluno, o ajudando a se conectar, encontrando a união dentro de si e estabelecendo uma ponte, muitas das vezes alcançando o autoconhecimento. Mas quem seriam os precursores desse conhecimento? Mulheres estariam envolvidas nesta história?



Quem são essas mulheres?



Indra Devi, também conhecida como "A primeira dama do Yoga", foi a primeira mulher ocidental a dar aulas na Índia, além disso, ela é uma das primeiras discípulas do Yoga Moderno, que muito se pratica atualmente. Indra, começou a prática numa época em que a atividade era quase que exclusivamente masculina.


A princípio o guru Sri Krishnamacharya se negou a dar lições para ela, justamente por ser mulher e ocidental, todavia, Indra não desistiu e depois de muita insistência ele decidiu ajudá-la. Indra precisou se mudar para China por causa do marido, e lá se tornou mais uma vez pioneira, ao dar a primeira aula de Yoga na China moderna. Foi ela também que auxiliou na legalização da prática do Yoga na Rússia, depois de uma conversa da mulher com os principais líderes soviéticos da época.


“Você dá amor e luz a todos – aqueles que amam você, aqueles que o prejudicam, aqueles a quem você conhece, aqueles a quem você não conhece. Não faz diferença. Você apenas dá luz e amor” - Indra Devi.


Swami Sivananda Radha é outra mulher símbolo do Yoga, ela foi até Swami Sivananda Saraswati a procura de uma visão sobre o significado da vida, entretanto, ela foi apresentada aos ensinamentos do Yoga e por meio dele conseguiu se reconhecer. Ela foi responsável pela escrita de dezenas de livros, por abrir uma rede de centros urbanos de yoga e por lançar uma revista internacional de Yoga Ascendente.


“A mente é como um elefante. Ninguém pode forçá-lo a andar rígido sobre uma linha fixa” - Swami Sivananda Radha.




Geeta Iyengar vem de uma família importante do Yoga, filha de BKS Iyengar, se apropriou da prática das atividades para as necessidades específicas da mulher. Ela adaptou métodos dos asanas e pranayama para as diferentes fases da vida femininas, como a menstruação, gravidez, pós-parto e menopausa. Geeta Iyengar, assim como seu pai, espalhou o ensinamento do Yoga pelo mundo, dando aulas e passando seus ensinamentos para todos os tipos de pessoas.


Todos nós vivemos em uma pequena caixa chamada nosso “corpo”. O quão fortes nossos tendões ou panturrilhas são é só uma das faces de nossa “caixa”. - Geeta Iyengar.


Tao Porchon-Lynch foi premiada pelo Guinness World Records como a mais velha professora de Yoga, ainda jovem participou de passeatas ao lado de Mahatma Gandhi e Martin L. King. Foi por meio da observação que aprendeu as primeiras posições de Yoga, naquela época foi questionada, diziam a ela que aquilo não era para garotas. Ainda assim, ela voltava todos os dias à praia para ver os meninos que praticavam e aprender um pouco. Entretanto, o grande conhecimento de Tao foi por meio de nomes importantes do Yoga como: K. Pattabhi Jois, BKS Iyengar e Swami Prabhavananda.


Depois de passar um tempo ao lado de pessoas tão importantes do Yoga, foi a vez dela espalhar seu conhecimento pelo mundo, Tao passou pela Rússia, Cingapura, China e vários outros lugares. Tao foi premiada pelo primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, que lhe concedeu o Prêmio Padma Shri por conquistas excepcionais.


“Eu não acredito em idade. Quando as pessoas me perguntam sobre a idade, eu digo a elas para olharem todas as árvores ao seu redor. Eles têm centenas de anos. Eles podem parecer que estão morrendo no momento, mas não estão, estão se reciclando. E em alguns meses, eles renascerão novamente”. - Tao Porchon-Lynch




Lilias Folan num passeio pela Índia escutou de um monge Ramakrishna,


"O yoga foi longe na Índia,o tanto quanto pode. Cabe a você, agora, nos Estados Unidos, fazê-lo rolar como uma bola de futebol ”.

Naquele momento ela não entendeu a observação, porém anos a frente ela começou o programa “Lilias, Yoga e Você”, no qual ela levava o Yoga para as casas de milhares de americanos, por meio de um canal público, tornando a prática tão conhecida e realizada pela população.


Lilias começa e termina a maioria das aulas com uma prática que ela aprendeu com Goswami Kriyananda. A prática é conhecida como sopro de ressurreição, que ajuda os praticantes a se concentrarem no presente.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo