Eu, empresário. Eu, empresária (episódio #3)

O networking profissional abraça as tecnologias para enfrentar a crise e conectar empresas, empresários e oportunidades de negócio


Por Redação Entre Asanas @entreasanas

O setor de eventos corporativos vive seu pior momento em duas décadas. Empresários e representantes do setor afirmam que ainda não estimaram o prejuízo causado pela pandemia, mas já consideram o 2020 um ano perdido. E para alguns segmentos específicos, como de feiras e congressos, o impacto da crise é ainda maior, e pode gerar múltiplos pedidos de falência e recuperação judicial nos próximos meses.


Entre cancelamentos e adiamentos, o setor está praticamente parado em todas as regiões do país. Com agendas suspensas, empresários e empresárias tentam minimizar prejuízos nos próximos meses na esperança de retomada no segundo semestre ou início do ano que vem. E com o cenário de incertezas à frente, é importante colocar as contas na ponta do lápis e planejar o retorno gradual de uma atividade que vai mudar significativamente nos próximos anos.



"Mudança na forma de prospecção"

A alternativa para continuar suas atividades foi abraçar o mundo virtual e utilizar as tecnologias da informação e comunicação para manter as pessoas conectadas. As oportunidades de negócio continuam no radar das empresas, que precisam se adaptar para divulgar seus lançamentos e novidades ao mercado, mesmo com as restrições sociais impostas pela pandemia.





Neste terceiro episódio da série "Eu empresário. Eu empresária" a redação do Entre Asanas ouviu a opinião de Marcelo Reis (@marceloreis.mr16), empresário, especialista em gestão empresarial e comercial, e coordenador da rede de network Negócios Pró Brasil, que compartilhou sua visão sobre os desafios e oportunidades da crise. A seguir a entrevista, que foi feita por meios digitais:




Qual foi, até o momento, o impacto do Corona vírus no seu negócio?


O maior impacto é a mudança na forma de prospecção e na forma de se comunicar com clientes e potenciais clientes. Deixei de lado o presencial e investi na tecnologia. Para mim não foi nenhuma ruptura, pois já trabalha de forma virtual e remota há quase duas décadas, mas para muitos clientes que não estavam acostumados, isso se mostrou uma grande mudança.

Que ações tem feito para manter contato com clientes e parceiros? Que ações de inovação tem buscado desenvolver para criar oportunidades? O contato continua sendo de maneira intensa e virtual. O bom é que os clientes estão mais abertos a receber este tipo de contato. Eu sentia que no passado, quando eu propunha discussões por videoconferência, havia uma certa barreira. Parecia que eu não dava importância, quando na verdade era bem o contrário, pois valorizava e valorizo demais o tempo como recurso. Outro recurso utilizado foi a automatização completa do processo, pois isso ajuda muito e agiliza demais.

Quais dificuldades e oportunidades que você projeta para quando as coisas se normalizarem? Normal ainda é uma palavra difícil de se realizar, pois muito se fala do “novo normal”. Mas, creio que teremos grandes oportunidades e avanços na sociedade como um todo. Desde a valorização do tempo, estar em liberdade, poder se encontrar com amigos e parentes, desenvolver corpo e mente, e, até mesmo, em questionar se vale a pena investir tempo e dinheiro em viagens a negócios e atividades que não tragam retorno. Vejo dificuldades em se restabelecer muitos setores da economia que ainda sofrerão demais com este novo ambiente de vida que teremos, como restaurantes, companhias aéreas, empreendimentos imobiliários e outros. Vejo também uma preocupação maior das pessoas no curto e médio prazos em economizar, pois a pandemia provou que quem passou bem por ela, era por ter uma reserva. Mas sou otimista que no médio para longo prazo teremos um mundo melhor.

Marcelo Reis é especialista em gestão empresarial e comercial e fundador da consultoria MR16. É ex-executivo de grandes multinacionais como Shell e Coca-Cola.  É graduado em Análise de Sistemas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Possui pós-graduação em Marketing e formação de MBA Executivo e Programa de Desenvolvimento de Conselheiros pelo Fundação Dom Cabral. Linkedin: https://www.linkedin.com/in/marcelonreis/ Instagram: @marceloreis.mr16



[]


Confira, também, algumas dicas úteis para manter conexão com empresas e profissionais durante o isolamento social:



Network na internet: É importante manter-se conectado com parceiros e outros empresários e empresas do seu segmento. Eventualmente, até estabelecer relacionamento com concorrentes e verificar possibilidades de sinergia para somar forças e atuar em conjunto no mercado.


Promova lives: As pessoas estão em casa, então é uma boa oportunidade para criar uma agenda de reuniões virtuais e convidar potenciais clientes e parceiros de negócio. Desenvolva e promova podcasts sobre assuntos relevantes e divulgue seu know-how via internet.


Capacitação: Procure manter-se atualizado. Você vai encontrar vários cursos online gratuitos para se capacitar. Outra opção são vídeos no Youtube com dicas sobre habilidades e conhecimentos que você poderá usar durante e após a pandemia.


Entre Asanas

Entre Asanas. Sua Revista Digital Interativa de Yoga & Bem estar. 

© Copyright 2020 |  Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução, total ou parcial, de qualquer conteúdo publicado neste site.

Os artigos e conteúdo multimídia publicados aqui são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores. As expressões e opiniões neles emitidas não representam, necessariamente, o ponto de vista deste meio de comunicação.

Realização:

Escola Riserva Zen Yoga Life

@riservazen

www.riservazen.com

 

Jornalista responsável: 

Luciana Cavaliere

JP28874-RJ

Permaneça conectado

Assine nossa lista exclusiva e participe de sorteios.

Receba inspirações diariamente

e fique bem!

Entre em contato

Av. Gastão Genges 395

Rio de Janeiro RJ 22631-280

REDAÇÃO:

contato@revistaentreasanas.com.br

whatsapp: (21) 99307-1327

  • íco do Fcebook Cinza
  • Ícone do Twitter Cinza
  • Ícone do Instagram Cinza