Dia do Jornalista e Dia Mundial da Saúde em 2021

O papel central da informação sobre saúde na pandemia


Por Jessica Bazzo


Hoje, 7 abril, é comemorado o Dia do Jornalista e o Dia Mundial da Saúde, relação esta que ficou mais evidente no último ano, com a pandemia do novo coronavírus e o papel assumido pelo jornalismo na veiculação de informações sobre saúde.


A comunicação e a divulgação de informações científicas sobre saúde foram centrais para o combate à Covid-19, em especial, no sentido de subsidiar decisões pessoais e políticas, e de promover mudanças comportamentais – como a adoção de hábitos estratégicos para prevenir e reduzir a transmissão da doença.


A informação de qualidade nunca foi tão vital, e, nesse contexto, o desafio do jornalista ultrapassa o “fazer notícia”, passando a atuar também como um curador de informações e como quem diz aos cidadãos “o que é notícia”. O processo de apuração, checagem e busca por fontes confiáveis já era uma prática do jornalismo profissional, mas, na era das fake news, um rigor maior se tornou necessário para filtrar declarações, conteúdos e dados relevantes. Nesse sentido, ao atuar como mediador da informação e comunicação, o jornalista cumpre seu compromisso com a sociedade, a fim de que os cidadãos tenham assegurados seus direitos sociais tão representativos em sociedades democráticas.


No contexto atual, a importância de uma imprensa livre e comprometida com a verdade cresce proporcionalmente a quão autoritários se mostram seus governos. No ano passado, quando o Governo Bolsonaro decidiu restringir dados sobre a pandemia, os veículos G1, O Globo, Extra, O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e UOL se uniram em um trabalho colaborativo, a fim de buscar e divulgar as informações necessárias, nos 26 estados e no Distrito Federal, com a criação do Consórcio de Veículos de Imprensa. A iniciativa visou apurar e reunir dados para que os brasileiros pudessem ser informados sobre a evolução e o total de óbitos provocados pela Covid-19, assim como o número de casos testados e com resultado positivo.


Apesar dos desafios e ataques sofridos, o bom jornalismo se mantém firme e sua credibilidade é novamente reconhecida, uma vez que apresenta as informações baseadas em evidências e da forma mais completa possível. Os jornalistas também precisaram se adaptar com a pandemia, e, apesar das limitações, o papel da imprensa se mostra cada vez mais decisivo na excelência da apuração e combate à desinformação.


Dia do Jornalista 2021

Este ano, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), além de parabenizar os profissionais pelo trabalho prestado à sociedade e pela responsabilidade assumida ao produzirem informações de qualidade sobre a pandemia, publicaram uma retrospectiva evidenciando os desafios da representação sindical da categoria, não só para garantir a liberdade de imprensa, mas também a vida desses trabalhadores no contexto atual.

Além disso, ações pela liberdade de imprensa e pela vida movidas por organizações e entidades sindicais estão ocorrendo hoje em todo o país. O protesto virtual “Vigília pela vida e pela liberdade”, que lembrará também o Dia Mundial da Saúde, terá a participação de artistas, jornalistas, juristas, sociólogos, filósofos, psicólogos e economistas, além de representantes dos movimentos popular e sindical. A transmissão do protesto acontecerá pela TVT, a partir das 20h.


Dia Mundial da Saúde 2021

Celebrado desde 1950, o Dia Mundial da Saúde tem o propósito de conscientizar sobre a importância de cuidarmos da nossa saúde para termos uma melhor qualidade de vida. Criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a data conta com temáticas diferentes a cada ano, e, para 2021, a chamada é: “Construir um mundo mais justo, equitativo e saudável”. Essa relação entre justiça e saúde se deve ao fato de a Covid-19 ter evidenciado as desigualdades sociais. Enquanto alguns grupos têm menos acesso aos serviços de saúde e lutam para sobreviver diariamente com pouca renda, menos oportunidades e condições precárias de alimentação e moradia, outros dispõem de mais recursos e privilégios. Prova disso é que pesquisas já comprovam que os mais pobres estão sendo os mais afetados pela pandemia.


O tema da campanha visa chamar a atenção dos governantes e convidar suas populações à reflexão em torno desse problema social, ao mesmo tempo que reforça a importância dos cuidados para a prevenção da doença e da vacinação.


[]

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo